Esse fim de semana, aqui em Salvador, morreu um senhor que ficou agonizando por atendimento nos postos de Saúde da cidade. A filha inclusive fez apelos até pela rádio local (Rádio Metrópole) na sexta-feira. No entanto de nada adiantou. A demora na burocracia da liberação do atendimento foi a principal causa da morte deste senhor.

Isso não é novidade alguma. Eu sei. A saúde vai de mal a pior. Mas por conta de casos como esse, está em andamento na Câmara dos Vereadores a a idéia de comprar laptops para colocar nos postos de saúde da cidade. A idéia é agilizar o atendimento.

O problema que vejo não é em liberar ou não a verba para esse fim. A idéia pode ser até boa. O problema é que esses laptops serão levados "pelos donos" ou então não deverão durar mais do que 12 meses porque as pessoas não sabem utilizar um equipamento frágil como esse.

Mais uma vez é o poder público resolvendo problemas pelos fins… lamentável.