A Copa acabou, a Itália foi Tetracampeã (acertei na aposta), observei muitos vacilos e uma grande sacada de marketing. Vejam abaixo:

Vacilo 1: Zidane.

Essa todo mundo já sabe, mas é preciso deixar aqui o meu registro também. Totalmente gratuita a violência cometida pelo Zidane, que poderia sair do estádio provavelmente homenageado por muitos. Saiu de cabeça baixa, expulso e nem foi pegar a medalha. O técnico, também muito grosseiro, retirou a medalha do pescoço logo após recebê-la. Lamentável.

Vacilo 2: Luciano do Vale.(Texto redação UOL Blog)

Luciano do Valle abusou dos erros na decisão da Copa. Narrando pelo canal Band Sports, ele chamou o jogo inteiro Camoranesi de Camaronese (mistura de camarão com maionese?). Zidane fez um passe, e ele disparou no microfone: "Olha o toque do Platini". Uma jogada do lateral-esquerdo italiano, e Luciano solta essa: "Olha o Grosso entrando". No final, com a França derrotada, começou a filosofar olhando um solitário Raymond Domenech olhar a festa italiana: "A pior coisa do mundo é a solidão. As pessoas cavam sua própria solidão." No programa de debates Apito Final, foi mais longe e insinuou que Zidane estaria dopado na final do Mundial. Pelo visto, Galvão Bueno não está sozinho no hall de narradores que se complicam.

Vacilo 3: Fernando Vanucci na Rede TV. (Texto redaçcão UOL Blog)

Correndo por fora, em um canal sem direito de transmissão do Mundial e em um lance nos acréscimos da disputa, o apresentador do programa "Bola Na Rede" superou as expectativas, entrando visivelmente grogue no ar ao vivo para todo o país (a versão oficial da Rede TV é que ele tinha tomado calmantes antes de começar a mesa redonda dominical). Com voz pastosa e os olhinhos querendo fechar, ele chamou o zagueiro Cannavaro de Caravarro e disse que a África do Sul "também não é assim tão longe, é logo ali". Sem conseguir ler o tele-prompter, ele começou improvisar: "É difícil perder sabendo que…a gente não pode esquecer…é difícil esquecer…tempo…vamos ter para esquecer…sem dúvida". O que ele esqueceu mesmo foi que a edição era mostrar a Itália tetracampeã do mundo e começou a falar mal da seleção brasileira. "É hora da gente reformar ou…é hora da gente reformar ou…(silêncio)…ou mudar de vez…vamos colocar o castelo de areia abaixo…a-b-a-i-x-o". Quando se empolgou e discorria sobre o Brasil virando "comida de leões", o editor cortou o áudio dele. Após vários minutos de comercial, o programa voltou com os convidados e ex-goleiros Zetti e Ronaldo como âncoras constrangidos até aparecer o apresentador do telejornal Augusto Xavier, fisgado dos bastidores para comandar o programa alheio. Vanucci é o grande vencedor do "Troféu Noronha", tão vencedor que o prêmio passa a ser chamado de "Troféu Vanucci".

Clique no PLAY do Media Player e veja esse vídeo inesquecível. O vídeo tem cerca de 6 megas e pode demorar um pouco para carregar a depender da sua velocidade de conexão.

Grande sacada de Marketing:

Além da Casas Bahia a LUPO também resolveu ganhar um extra e fez uma curiosa propaganda.

 

[ ]´s