Esse deverá o maior post que já fiz. Através dele descreverei tudo o que penso a respeito do acontecimento que marcou uma data na história da humanidade. O 11 de setembro de 2001.

Somente após 3 anos dessa tragédia foi que eu comecei a acordar. Baseando-me em apenas um fato. O avião do Pentágono. Essa foi a principal ponte que me serviu para investigar todo o acontecimento restante. E quanto mais eu pesquisava, mais descobria que existe muita gente que pensa igual a mim. E nessas descobertas pude avaliar 3 bons documentários e uma matéria ridícula apresentada no Fantástico essa semana. Esse grande post será baseado no conteúdo desses 3 documentários e na matéria ridícula. Inclusive foi essa matéria ridícula que me fez "criar forças" para montar essa vasto comentário sobre o assunto.

Por serem documentários que abordam hipóteses de conspiração, pude observar que existe também muita "viagem" em algumas situações. E é justamente nelas que muita gente se apega para desmoralizar toda e qualquer teoria sobre conspiração. É uma pena que exista essa infeliz falha para aqueles que defendem a conspiração. Com tanta "fome" de querer provar tudo, algumas coisas beiram o ridículo. No entanto, o que pode ser aproveitado é muito maior daquilo que pode ser desprezado. E mesmo assim, apenas um documentário contém informações que considero desprezíveis em parte. Não por acaso, foi esse o documentário escolhido pela Rede Globo para usar como base de sua matéria.

Não estou aqui querendo o dono da verdade. Mas sou um cara que acredito naquilo que vejo, sem montagens, além de escutar outras opiniões a respeito. Como o material é vasto e abordam muitas situações, resolvi apresentar nesse comentário apenas as partes em que eu acredito serem verdades absolutas. Cada evento será inserido no mesmo post gradativamente até a digitação de tudo.

Dessa forma, a idéia é descrever aqui todas as situações que tenho conhecimento, quer eu acredite ou não. No final, você mesmo terá a sua própria opinião. E seria muito bom ter o seu comentário descrito logo após dessa boa leitura que terás.


"Nós estamos condicionados a associar a palavra "teoria" com "conspiração" porque afinal de contas, nenhuma conspiração pode ser real se for somente uma teoria, não é? Na frase "teoria da conspiração" há duas palavras a segunda palavra é conspiração e a primeira é a palavra da ação, teoria. Por definição, teoria é suposição uma idéia, um concepto uma hipótese.

Por exemplo:

Em teoria, se eu comprar um bilhete de loteria eu posso ganhar um prêmio, mas se eu não comprar um bilhete, minha chance é teórica, mas se você comprar um bilhete a vitória não é mais teoria, se torna uma possibilidade. E quanto mais bilhetes comprar mais possível, e eventualmente mais provável de ganhar o prêmio.É o mesmo caso com a "teoria da conspiração" mesmo que não haja evidências, existe a teoria da conspiração. Mas se você tiver um pedaço de evidência, não importa se seja fraca, ou que pareça circunstancial isto se torna uma possibilidade. E quanto mais evidências se juntar mais possível e eventualmente mais provável é a conspiração."

Após a leitura desse comentário, você decidirá se isso é uma teoria da conspiração ou realmente uma conspiração.


No dia 11 de setembro de 2001 quatro eventos ocorreram num intervalo de 1h15. O primeiro ocorreu às 8h45, horário do leste quando o avião da American Airlines, vôo 11, atingiu a Torre Norte do World Trade Center. E 18 minutos depois, às 9h03, horário do leste o avião da United Airlines, vôo 175, bate contra a Torre Sul do Wolrd Trade Center. e às 9h43, informou-se de que o avião da American Airlines, vôo 77, atingiu o Pentágono. E finalmente às 10 horas, horário do leste avião da United Airlines, vôo 93, caiu em Shanksville, Pensilvânia.


O que eu acredito.

1) Não foi o vôo 77 que atingiu o Pentágono.

O escritor brasileiro Ivan Sant´anna afirma que leu o relatório oficial sobre o 11 de setembro além de mais 17.000 documentos sobre o assunto. Além disso escreveu um livro de nome "Plano de Ataque". No dia 10 desse mês o Fantástico fez uma matéria sobre as teorias existentes usando como defensor esse escritor. E ele afirma categoricamente que foi mesmo um Boeing 757 que atingiu o Pentágono. Será mesmo?

Se você resolver buscar alguma foto em qualquer revista do mundo ou até mesmo na internet, você não vai encontrar nenhuma foto mostrando a cauda, o nariz, a fuselagem, asas, motores, rodas, bagagens, poltronas, nada! Não existe nenhuma foto mostrando nada reconhecível de um Boeing 757.

Acredito que a  melhor forma de avaliar esse acontecimento é fazer o que esse escritor não deve ter feito: Avaliar as fotos que estão disponíveis em qualquer lugar na internet, com poucos minutos de procura através do Google. Sinta-se a vontade para fazer essa busca, caso não queria utilizar as que estão disponíveis nesse Blog. Para que coubessem aqui, eu precisei reduzir o tamanho de todas elas.

Analisando a foto acima, podemos ver que o tamanho do buraco no Pentágono é aproximadamente 20 metros de largura por 22 de altura. Abaixo, vemos as medidas de um 757. De uma ponta da asa até a outra do avião 757 a largura é de 38 metros. Do nariz até a cauda, o 757 mede 47,3 metros e de altura mede 13,6 metros. Entretanto, quando vemos o buraco no Pentágono, esse mede apenas 20 metros de largura. Perceba também também que na parte da cobertura, fica claro que ela caiu (cedeu) e não é encontrada nenhuma marca de impacto da cauda batendo nos andares superiores?

Como um avião dessa dimensão cabe
num buraco de 20 metros de largura?

 

Os danos no Pentágono são completamente inconsistentes com os danos causados com os aviões que bateram no World Trade Center. Esses aviões criaram um fogo tão intenso que fatigou o aço e fez os prédios caírem ou pelo menos foi isso que nos disseram (isso será abordado mais na frente).

Olhando o lado esquerdo do Pentágono você vê que há muito pouco, ou quase nenhum dano causado por fumaça ou por calor. Observem as fotos abaixo:

No terceiro andar, vemos nitidamente um armário de arquivo com um monitor e ambos não estão danificados.
No segundo andar, você pode ver uma escrivaninha de madeira que não está queimada
E no primeiro andar, uma curiosa banqueta com um livro aberto em cima. As páginas nem foram queimadas.

Cada um dos aviões envolvidos nos ataques de 11 de setembro tinham acabado de decolar para vôos continentais, o que significa que eles estavam com os tanques cheios quando bateram nos alvos. Isso significa, aproximadamente, 32 mil litros de combustível seriam incendiados no avião 757 que atingiu o Pentágono. De novo, olhamos as fotografias e pergunto. Os danos causados conferem com essa quantidade de combustível queimada?

A quantidade de combustível restante no avião que atingiu o Pentágono iria reduzir essa seção do Pentágono em entulhos, queimaria por dias Os 32 mil litros geraria um calor de 86 milhões de BTU (energia de 91 bilhões Joules) e contaminaria grande parte do solo, causando a sua remoção, de acordo com os regulamentos federais. Considerando o peso total do avião mais a velocidade de impacto o Pentágono deveria ter sido reduzido à espessura de uma panqueca.

Esse é o lindo gramado verde do Pentágono após a colisão do 757.

Meses depois, o Pentágono divulgou um filme de uma de suas câmeras de segurança com apenas 5 quadros, veja abaixo:

Essas imagens mostram um 757 a 850 Km\h batendo no Pentágono?

Era apenas essa câmera de segurança que havia no Pentágono?

O Pentágono é centro de inteligência militar nos Estados Unidos. É supostamente, a mais segura instalação do país e essa era a única filmagem disponível do mais terrível ataque já feito ao Pentágono? Para onde estavam apontando as outras câmeras? E sobre as câmeras de segurança que estavam nos corredores do Pentágono? Cada centímetro do Pentágono é filmado por câmeras de segurança. Onde estão essas câmeras de vídeo?

Existem suspeitas de que havia um posto próximo do Pentágono que tinha uma câmera que apontada para lá. Após o ocorrido, os federais chegaram nesse posto e confiscaram o vídeo.

Você sabia que a parte atingida do Pentágono desmoronou bem depois do impacto? Confira a foto abaixo. Veja que a linha da cobertura ainda está intacta.

No quadrado vermelho, vemos uma estrutura que está rachando. Vejam que as paredes do Pentágono ainda não desabaram. No retângulo azul veja que existem algumas áreas em chamas e essas áreas aparentemente, são a única seção que há um buraco de aproximadamente 4 a 5 metros. Como um 757 caberia dentro de um buraco de 5 metros de largura e não deixar nenhum destroço fora do prédio? Nenhuma cauda, nenhuma fuselagem, nenhuma asa, nenhuma roda, nenhum motor, nenhuma poltrona, nenhuma bagagem, nada do lado de fora do Pentágono. Cadê os destroços?. No retângulo cinza notamos que, de fato, a cobertura ainda não havia caído e que não existe nenhuma marca da cauda do 757.

As paredes do Pentágono caem aproximadamente 20 minutos após o impacto inicial.

Através das pesquisas que fiz na internet, especialistas e ex-militares afirmam que a única que coisa que poderia causar esse tipo de dano seria um míssil.

Após ler todo esse material sua pergunta pode ser. Se o avião não bateu no Pentágono, então para aonde ele foi? Sinceramente eu não sei a resposta. Até porque é a mídia que afirma que foi um avião e ainda tenta explicar com teses ridículas. A Sociedade Americana de Engenheiros Civis afirma que o avião derrubou 50 colunas ao entrar no Pentágono. A National Geographic afirma em seu documentário que o avião desintegrou-se dentro do Pentágono. Reveja as fotos acima e veja se faz sentido. Um Boeing 757 possui duas turbinas de 2.7 m de altura e 3.7 m de comprimento. Das peças que foram encontradas no Pentágono (e que poderiam ter sido "plantadas")  nenhuma era tão grande para ser de um 757.

Sendo assim, a pergunta certa é:

Se o vôo 77 bateu no Pentágono, cadê ele?

[ ]´s

Para saber mais:

Confira esse bom material animado em flash, que resume de forma brilhante todo o acontecimento.

http://www.pentagonstrike.co.uk/pentagon_bp.htm