A Pepsi mostrou uma lata do refrigerante com jóias incrustadas que valem nada menos que US$ 100 mil. A empresa não pretende vender a peça, feita especialmente para o campeonato de futebol americano Super Bowl. A lata conta com 300 diamantes, 100 safiras e 100 rubis.

Muitos produtos com pedras preciosas já foram lançados nos EUA com o objetivo de promover marcas. Um exemplo foi a TV de LCD da Philips, decorada com 2,2 mil diamantes. O aparelho – revelado durante uma feira de eletrônicos de Las Vegas – será leiloado e o dinheiro destinado a uma instituição de caridade.

A Victoria’s Secret também cria sutiãs com jóias todos os anos. Em 2007, a peça da vez custa US$ 6,5 milhões e vem com diamantes. A empresa não vendeu nenhum dos sutiãs multimilionários, mas consegue muita publicidade com eles.

A Motorola também lançou uma edição limitada de um celular com diamantes por US$ 700 em outubro de 2004, a notícia virou destaque em diversos jornais nos Estados Unidos, provando que as invenções têm bom retorno em publicidade. O mesmo ocorreu com as canetas Montblancs com jóias incrustadas. As peças preencheram as páginas de diversas revistas especializadas em luxo.

[ ]´s

Postado via desktop