Um homem público apaixonou-se por uma mulher que não era pública. A mulher que não era pública foi sustentada pelo homem público através de uma empresa que recebia dinheiro público. Quanto tudo veio a público, o homem público disse que o dinheiro não era público. Confusão daqui e confusão dali, a opinião pública exigiu a saída do homem público. Como o homem público não saiu, a opinião pública contentou-se que a mulher virasse pública … para atender ao público!

—————————-

Em menos de 2 horas a banca de revistas do Congresso vendeu cerca de 40 exemplares da revista. E político algum admitiu comprar e evitar comentar sobre as fotos. Isso também não me surpreende. Todos eles são cínicos com coisas bem mais sérias.

[ ]´s